Arquivo mensal: setembro 2010

The Gutless Wonder

Arte: The Gutless Wonder e Abhominal

The Flintstones: 50 anos

Sketchbook: “Doggy”

Um mouse, Harmony ( um programinha de desenho online em HTML 5) e voilá!

Temos sketches!

Por dentro dos desenhos: Lego

Arte: Jason Freeny

Fonte: James Gunn

Sketchbook: Sad, sad stones

Voltando a brincar com o Harmony, do Mr. Doob.

Ilustra Brasil 7 / Rio de Janeiro

Atenção, ilustradores cariocas! Começa na próxima segunda-feira, em plena ressaca eleitoral, a sétima edição da mostra Ilustra Brasil. Aqui no Rio de Janeiro, o evento tomará os espaços do Senai / Artes Gráficas, que fica na Rua São Francisco Xavier, nº 417 – Maracanã.  Logo abaixo, tem uma relação das palestras e bate-papos da primeira semana ( com a ilustre presença de Hiro ). A entrada é franca!

Fozzie

E já começaram a pipocar as novidades para 2011. Vem aí o primeiro filme dos Muppets pela Pixar!!!

Ando ansioso para ver qualquer coisa desse projeto, mas por enquanto só saiu a notícia… humpf!

Daí, nada melhor que rabiscar alguns Muppets num fresh new look! E para começar, Fozzie, meu favorito!

Por dentro dos desenhos: Sackboy

Arte: Jason Freeny

Fonte: James Gunn

IV Semana de Quadrinhos da UFRJ

Para quem estiver aqui no Rio de Janeiro ( e com as tardes livres ), vale a pena conferir a abertura da IV Semana de Quadrinhos na UFRJ. O evento deste ano reunirá ex-alunos da Escola de Belas Artes que despontaram no mercado de HQ’s. Eu, que também sou orgulhoso rebento desta instituição, fico feliz em ver que os espaços estejam sendo ocupados e a chamada arte seqüencial esteja em voga por aqueles corredores! Eita, saudade!!

Para maiores informações, é só pular para o blog oficial do evento!

Por dentro dos desenhos: Care Bears

Arte: Jorge Lacera

Fonte: James Gunn

Absynthae

Primeiro esboço de uma história em quadrinhos que estou desenvolvendo. Por enquanto, só posso dizer que rola muito absinto, caramujos, skulls e  cogumelos… rs

Ventania!!

Noite de ventania, aqui no Rio.  Acabei me lembrando de um dos meus vários devaneios mirins.

Eu tinha meus cinco ou seis anos, e toda vez que alguém falava em ventania, eu imaginava uma mulher gigantesca, que vivia sentada sobre os montanhas do Mendanha. Daí, quando ela resolvia sacudir seus cabelos coloridos depois de tomar banho, surgiam os fortíssimos ventos que varriam o nosso sítio e derrubavam todas as frutas no pomar.

Aproveitei o momento para fazer um brainstorm, e o meu sketchbook agradeceu.

Esboço a lápis, com finalização no Painter XI e Photoshop.

Abaixo, o original