Arquivo da categoria: Graffitti

How and Nosm

brooklyn-street-art-how-nosm-birdmna-la-freewalls-project-web-8Via www.howandnosm.com

Anúncios

Marcelo Ment

1013481_10200652795815400_1319112264_n

 

Via Facebook

Toz – Traço e Trajetória

toz19toz

Toz

tozz

 

“Shimu”

Via Facebook

Rafo Castro

rafo

 

“Uma Família Feliz” por Rafo Castro

Via Facebook

Marcelo Eco

 

Graffiti de Marcelo Eco + SWK + Fame

Via Facebook

Copa Graffiti / Márcio Bunys

 

Obra de Márcio Bunys na Copa Graffiti.

Via Galeria Nove Cinco

Toz

“Seleção Natural I” por Toz

Via Galeria Movimento

Kaja Man

Arte de Kaja Man, que também é conhecido por seus grafites, que estão espalhados pelos muros de toda a cidade.

Via Facebook

Toz

Toz grafitando o Shimu, um de seus personagens mais iconográficos.

Via Facebook

Fat Heat

“Cactopus”

Via http://fatheat.hu/

 

Toz

Toz levou o Shimu para Búzios.

Via Facebook

 

Osgemeos + Aryz

Arte da dupla Osgemeos em parceria com o artista espanhol Aryz, em Łódź, na Polônia

Bansky

“Slide”

 

Global City

Fonte: http://www.decktwo.com

Via Fubiz

Desrespeito

Há algumas semanas, estive na Lapa para encontrar alguns amigos. Enquanto procurávamos uma mesa livre num bar próximo aos arcos, fiquei estarrecido ao notar a mutilação no gigante painel grafitado, que fica logo atrás do Circo Voador. Ainda não sei se a obra foi autorizada pela prefeitura, ou até mesmo se poderiam fazer intervenções na estrutura do prédio, mas o fato é que o Teatro Odisséia abriu três portas em sua lateral, destruindo boa parte daquela obra prima da arte urbana.

Os grafiteiros responsáveis pelo painel estão revoltados com o Grupo Matriz, que é responsável pelo estabelecimento. Entre o lamento e a revolta, os artistas discutem o que fazer com o  que restou do painel, já que tamanha falta de respeito não pode passar impune. E não é só ali que esse tipo de coisa acontece. Na última semana, um lindo grafite de Marcelo Ment foi coberto por cartazes ilegais na esquina da rua Farme de Amoedo com a avenida Vieira Souto, como se ê na foto abaixo.

Homem Cupim

Nascido e criado em Belo Horizonte, André Gonzaga (Dalata), atua na cena do graffiti desde 97. Conhecido tanto no Brasil quanto no mundo,seu trabalho é um coquetel de abstração e surrealismo em uma mistura de tecnicas variadas. Passeando pela pintura, o desenho e a escultura,o artista cria um mundo próprio voltado para o positivismo. Dalata retrata a vida em um lugar não muito distante, onde seres mutantes trazem a tona naturalmente, cenarios e personagens de um universo lúdico. Em um jogo de formas pensantes no denominado estilo bizarro apaixonante, reconhecido tambem pelo seu trabalho em superficies irregulares, onde faz intervenções em locais degradados interagindo com a natureza do lugar. Explorando manchas, bolores, rachaduras e todo tipo de deformação que o ambiente tenha a oferecer, a infinidade de interpretações em sua obra é uma das marcas registradas do seu trabalho.Abrindo as portas para um dialogo entre a arte e o público.

Via Flickr

Enquanto isso, em San Francisco

Foto de Thomas Hawk

Graffiti Ambiente

Lego Street Painting

 

Para ver um pouquinho: http://youtu.be/TKgXov1ZXd4
Para ver tudo: http://i.imgur.com/VDTfb.jpg

Phil Lumbang

Phil Lumbang era um menino obcecado por cartoons e ursinhos, hoje é um ilustrador / grafiteiro reconhecido pelos seus personagens “fofos” . Daí as referências de sua obra, sempre com um clima alegre e lúdico. O painel acima foi feito em Los Angeles, e todo o processo pode ser conferido aqui.

Os Gêmeos em San Diego

Os Gêmeos estão conquistando o mundo… com sua arte, é claro! Uma das últimas peripécias da dupla de grafiteiros paulistanos foi a criação deste painel em San Diego, como parte do evento Viva la Revolucion: A Dialogue with the Urban Landscape. Mais detalhes e fotos, aqui no site da Unurth.

Via @fabiorex

Saturno AGS

O que dizer dos trabalhos de Saturno? Impressionante, fantástico, surreal? Ou tudo isso no superlativo e elevado ao cubo? Confesso que fiquei baqueado ao abrir seu site, onde me deparei com uma explosão de cores e texturas das mais incríveis. A qualidade, de tão primorosa, chega a enganar os olhos: é grafite ou fotografia?

O cara é um grafiteiro espanhol, mais especificamente da Cataluña / Barcelona. Seus trabalhos, porém,  não se restringem àquela região e se espalham pela Europa. São murais, fachadas, posters e até interiores cobertos pela sua exuberante arte, que é capaz de deixar muita gente boquiaberta.

Além de grafitar, Saturno também desenvolve ilustrações editoriais, logomarcas, projetos de identidade visual e estampas para camisetas. E como o tempo que sobra ( como é possível? ), o rapaz ainda consegue arrumar tempo para protestar em seu fotolog sobre a dificuldade que é ser autônomo na Espanha, com tantas leis e impostos que de nada ajudam. Pra quem achava que só no Brasil é complicado ser artista…

Uconique

Direto de Hasselt, Bélgica, o grafite soturno de Uconique.Mais em seu Fotolog e no site Uconique

Ossário

E não é que até da sujeira pode-se fazer arte? Em 2006, Alexandre Orion, artista plástico de São Paulo, resolveu fazer uma intervenção urbana a partir da fuligem acumulada nas paredes de passagens subterrâneas. Utilizando da técnica que se conhece como “reverse grafitti”, mais de duas mil caveiras foram “desenhadas” a dedo, ao longo do túnel Max Feffer, durante a madrugada. O projeto ganhou o nome de Ossário, e foi resenhado por José de Souza Martins, para o Estado de São Paulo.

Neste período, Alexandre foi abordado por várias viaturas policiais, mas conseguiu comprovar que não estava cometendo nenhuma atividade fora da lei e se livrou de várias duras. De certa forma, sua arte era um protesto contra a falta de manutenção daquelas vias, e foi a prefeitura que, infelizmente, acabou com o barato e mandou lavar as caveiras dali.

Segundo relatos, a limpeza desses túneis aumentou consideravelmente, desde então. Uma pena, pelo ponto de vista artístico. Mas poluição nós temos de sobra, e dedos para desenhar nas paredes, qualquer artista dispõe. Que as caveiras se espalhem por mais cidades, e o protesto seja tão bem sucedido quanto o de Alexandre.